Dicas ao adquirir um Yorkie

1 out

Por ser uma raça tão popular, é importante pesquisar bastante e tomar certos cuidados antes de comprar um filhote de Yorkshire, pois não é uma tarefa muito fácil adquirir um filhote de qualidade (beleza, padrão da raça e saúde) no Brasil!

– Primeiramente entre em contato com o Kennel Clube da sua cidade ou da capital do seu estado e peça uma lista de criadores idôneos da raça.

– Visite os canis, observe como os cães são tratados, a higiene do local onde vivem, e converse com o criador a respeito do filhote e dos pais, temperamento, pedigree etc.

– Outra dica importantíssima é com relação ao preço! Fique atento para o fato de que se trata de um cão caro (quem tem qualidade NÃO irá vender o filhote barato …) e o preço baixo pode vir acompanhado de desvios de temperamento e problemas sérios de saúde.

– Não compre cães em feiras, Pet Shops, anúncios em jornal e internet … prefira visitar e conhecer o canil onde o seu “futuro filhote” nasceu ou nascerá !

– Cuidado com filhotes muito pequenos e magrinhos … quanto menor o cão, mais delicado e frágil, sujeito a acidentes e menos resistentes às doenças. Cuidado!!! Não existem os termos bibelô, micro, mini e zero para a raça!!!

– Quanto mais o filhote se alimentar do leite materno, melhor para sua saúde e desenvolvimento. Você só deve levar o cão para casa depois dos 2 meses de vida! Vejo muitos criadores entregando filhotes com 45 dias de vida …. isso é um absurdo!

– Um criador responsável irá fazer uma série de perguntas a respeito do seu estilo de vida, o que você espera de um cão, se tem criança pequena em casa, outros animais … Alguns criadores chegam mesmo a se recusar a vender um filhote caso achem que este não estará seguro e em “boas mãos”!

– E para finalizar : toda compra de cães deve ser feita com contrato! Este é essencial para garantir os direitos e deveres do vendedor e do comprador. Nunca abra mão do contrato.

Por Christiane Figueiredo , proprietária do Canil Sweet Angels e criadora de yorkies há quase 10 anos.

* Se você tem alguma dúvida sobre cuidados com seu yorkie, escreva para nós: pequenograndecao@hotmail.com ou deixe sua dúvida nos comentários, que a Chris vem respondê-las toda sexta-feira!

11 Respostas to “Dicas ao adquirir um Yorkie”

  1. Camilli Chamone 01/10/2010 às 7:27 am #

    Honestamente, isso de “visita de canil para conhecer os pais” vai se tornar mais raro dia após dia.

    Eu mesma, não permito a livre visitação na minha casa… aqui não é um “frenchie-zoo”!

    Somente as pessoas que foram selecionadas por mim, através do formulário e de uma sabatina de perguntas, e que eu confiaria entregar um filhote meu, estão convidadas a vir a minha casa. Mas, solicito informações pessoais e todas são checadas antes da visita.

    O pessoal do canil Real Fellow está amargando os frutos dessa “livre visitação” agora. 😦

    Falo sobre isso aqui: http://www.blog.villechamonix.com/2010/03/sinal-dos-tempos.html

    Bjks!

  2. Eliani Ferreira 01/10/2010 às 9:12 am #

    Olá, bom dia!

    Comprei uma york linda, e ela chegou a 15 dias mas tem uma coisa que está me incomodando, ela faz e fica querendo brincar ou comer os cocozinhos, isso é normal?
    Quanto a procedencia dela não tenho dúvidas pois é de um canil idôneo registrado no kenel, teve contrato e pedigre tudo certinho, visitei o canil e tudo mais.
    gostaria de estar descobrindo o porque disso, vc poderia me ajudar? agradeço a atenção
    um abraço
    Eliani

    • Bianca 01/10/2010 às 2:30 pm #

      Oi Eliani! Sua pergunta será respondida nos próximos posts, fica de olho tá? Beijos !

      • Felipe Marques 16/05/2012 às 7:00 pm #

        o meu york também gosta de fazer isso :/ o que eu faço ?

  3. Chris Figueiredo 01/10/2010 às 10:09 am #

    Dificil … Confesso que eu fiquei apavorada com a história do roubo no Canil de SP!
    Mas, por outro lado,existem pessoas honestas, que querem ver onde o filhote que ela irá comprar nasceu, conhecer os pais do filhote, conhecer o criador …e eu acredito que ela tem esse direito!
    Sei que não existe uma receita … PORÉM, eu já comprei filhotes confiando na palavra do criador (que por sinal tem muita fama e títulos na Cinofilia) e me estrepei!
    Sinceramente, eu não compro mais sem ver o canil e os cães do criador!

  4. vera 01/10/2010 às 2:02 pm #

    Todo cuidado é pouco para adquirir um filhote.Se tivermos um pouco de conhecimentos sobre a raça escolhida,defeitos ,doenças e indicação de criador podemos errar menos.É importante conhecer o canil porque minha filha comprou o primeiro yorkie de jornal e a criadora trouxe em casa .Não vimos ocanil e nem tinhamos conhecimento da raça.O filhote veio prognata, com dedos a mais,tosse,etc…além de ser caro.Depois de conhecer aChris fui visitar o cnil e me apaixonei pelo Léo que estava em otimas condições, aí vi a diferença…Criiadores de fundo de quintal muitas vezes pegam registros de cães que´já morreram e passam para outros cães,nem o kennel sabe.

  5. Nanda 01/10/2010 às 2:06 pm #

    Oi Bianca! Parabéns pelo blog! Estou aprendendo muuuito com ele!
    ADOREI as dicas da criadora (Christiane) e super concordo com ela!
    Como sou marinheira de primeira viagem, confesso que não fazia idéia de onde começar a procurar o meu York. Agora já sei! Vou ligar para o Kennel e depois vou conversar e visitar os criadores selecionados, ficar atenta ao valor, e escolher o meu bebê!
    Uma amiga minha comprou um York no RJ. Ela viu o site da criadora na internet (que por sinal tem muitos cães lindos e campeões), ligou para ela e comprou um filhote. Para sua decepção, o bebê chegou com sarna de ouvido e cheeeio de vermes! E ainda por cima não era o mesmo que ela escolheu nas fotos enviadas para o e-mail! Antes a minha amiga tivesse ido ao RJ e tivesse escolhido o Bob pessoalmente!
    Quando eu for comprar o meu Yorkshire, vou querer visitar o canil e saber tudo sobre o filhotinho!
    Eu JAMAIS confiaria num criador que não me deixasse ver o canil e conhecer seus cães!

    Bjocas,

    Fernanda Chaves

    • Bianca 01/10/2010 às 2:28 pm #

      Oi Fernanda! Que bom que está gostando do blog ! Realmente, a Chris entende muuito e somos muito sortudas de ter as dicas delas publicadas aqui né? rs
      Se tiver alguma duvida pode enviar tb que a gente responde ok!
      Beijos

  6. álvaro 26/10/2010 às 11:45 am #

    ótimas dicas! e JAMAIS comprar em Pet Shops!! E olha só que cachorrinha mimanda meu deeeeus! tem bercinho e tuuuudo! hahahahaha

  7. 01/02/2012 às 2:03 am #

    Olá… estou acompanhando o blog e fiquei com dúvidas… Eu não me importo muito com esse negócio de pedigree… só quero um filhote lindo e saudável… Justamente por isso, resolvi comprar a filhotinha de um casal de amigos da minha família… eles tem um casal de york… na realidade, a fêmea é bem o padrão de yorks como vejo em todas as fotos… o machinho é q achei diferente… ele é inteiro galego.. uma cor meio champagnhe… ele é lindo.. mas fiquei na dúvida se ele é puro, ou misturado… obviamente a dona dele, amiga da minha mãe, disse que é puro, e que é super raro… ambos são pequeninos, mas pelas fotos que vi em vários blogs, acho que são o tamanho normal da maioria dos yorks… a filhotinha nasceu ontem, só veio uma… hoje fui lá conhecê-la… os pais eu já conhecia, são saudáveis e serelepes.. e lindos… a filhotinha é minúscula.. parece um ratinho… mas nunca vi outro filhotinho de york assim tão recém nascido.. tirei uma foto, será que alguém mais entendido poderia olhar e ver se é caso de ser um filhote pequenino demais, com algum problema??? tenho medo de me apegar e depois acontecer algo ao meu bebê 😦 Fico no aguardo. Desde já, fico grata por todas as dicas…

    • Bianca 02/02/2012 às 11:25 am #

      Oi Ju, tudo bem?
      Olha, escrevi sobre o padrão dos yorkshires aqui: https://pequenograndecao.wordpress.com/2010/08/20/caracteristicas-do%c2%a0yorkie/

      Já pelo filhote fica difícil saber como ele vai ficar, pois eles mudam MUITO conforme crescem. Geralmente são pretinhos e parecem uns ratinhos eheh depois é que vão desenvolvendo as características de yorkie ( ou não…) .

      Pelo que você me falou, parece que essa pessoa que está vendendo o filhote é uma criadora de fundo de quintal…tome CUIDADO!
      falei sobre isso aqui: https://pequenograndecao.wordpress.com/2010/08/10/posso-cruzar-meu-yorkie-com-o-do-vizinho/
      Não se esqueça que são necessários exames para saber se os pais são realmente saudáveis, não basta olhar e ver que estão bem! Se ela for realmente uma criadora , vai saber tirar todas as suas duvidas e te orientar com relação aos cuidados necessários. Alias, ela é que vai te fazer varias perguntas para saber se vc será uma boa mãe!

      como falamos no post, acasalar cães é muito mais do que unir um macho com pedigree com uma fêmea com pedigree.
      Se você não está segura com essa pessoa, não compre. Bom, é o que eu faria hoje !

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: