Conheça as opções de dieta para seu yorkie

2 out

Podemos agrupar as opções de dieta para nossos cães em três grupos principais:

1- RAÇÃO COMERCIAL: São os alimentos embalados vendidos em supermercados, pet shops e clínicas veterinárias. Existe  nas versões seca, semi úmida e úmida ( em lata). Todas as grandes corporações que conhecemos se enquadram neste grupo, como a Pedigree, Iams e Science Diet.

2- COMIDA CRUA ( RAW DOG FOOD) Conhecida também como Alimentação Natural, é um grupo que cresce em popularidade.É baseada em legumes, vegetais e carnes cruas. Pode ser conhecida como dieta BARF (Biologically Appropriated Raw Food – algo como “Comida Crua Biologicamente Apropriada”) , sendo que cada dieta ( Raw Meat Bones, BARF, etc ) tem suas particularidades.

3- COMIDA CASEIRA – Alimentos ( grãos, carnes, vegetais) cozidos em casa, preparados especialmente para o seu cão. Não confundir com “sobras do almoço de humanos” .

Vamos conhecer melhor um pouquinho de cada uma delas:

RAÇÃO COMERCIAL

É de longe o tipo de alimentação mais popular,  fácil de preparar, e tem preço razoável. O problema é a implicação a longo prazo deste tipo de alimentação. As rações comerciais muitas vezes são pobres em nutrientes, e cheias de ingredientes que basicamente só servem para fazer volume ( como determinados grãos), além de ingredientes tóxicos . Basicamente tudo o que não serve para consumo humano ou sobra da indústria de grãos, vai parar na ração: corantes, pesticidas, químicos, conservantes, animais doentes, e às vezes até cães e gatos eutanasiados. Para completar, boa parte do pouco de nutrientes que resta nesse alimento é quase totalmente destruído pelo processo de cocção industrial  da comida.

Algumas empresas perceberam que não podem enganar mães e pais de cachorro pelo mundo afora, e tentam criar alimentos menos tóxicos aos nossos animais. Se esta é sua opção de dieta para o seu animal, é imprescindível que você aprenda a ler os rótulos.

www.kazaura.co.uk

COMIDA CRUA- RAW DOG FOOD

Este é um termo bem amplo, que pode abranger diversos tipos de dieta. O ponto em comum dos adeptos desta alimentação é a crença de que a comida crua é a forma mais natural de se alimentar um cão. Segundo seus  adeptos, foi se alimentando desta forma que os cães evoluíram,e busca-se imitar o que o animal comeria se estivesse na natureza: carne crua , vegetais e legumes pré-digeridos de suas presas. Esta dieta é livre de conservantes, aditivos e grãos sem qualidades nutricionais. Algumas vertentes utilizam grandes ossos carnudos crus na dieta de seus animais, outras não. A mesma coisa ocorre com vegetais e grãos. A preferência é por alimentos orgânicos e naturais : frango, cordeiro, porco, salmão, peru,frutas e vegetais frescos, ovos, iogurte , e outros suplementos. A qualidade desses alimentos com o que vemos nos rótulos das rações comerciais é incomparável.

Adptos desta dieta afirmam que este tipo de alimentação fortalece o sistema imunológico do animal ( diminuindo as visitas ao veterinário) e diminui alergias. Também notam uma melhora  na aparência e estado geral do animal,diminuição de tártaro, e melhor desenvolvimento muscular.

A crítica geral que se faz a este tipo de alimentação é o perigo de contaminação por bactérias como salmonela e E.coli . Caso você esteja interessado neste tipo de alimentação procure conhecer algum criador ou amigo que alimente seus cães com este tipo de dieta. Observe como são os animais e veja se realmente parecem saudáveis .Lembre-se que toda mudança de dieta deve ter acompanhamento veterinário, pois os alimentos devem ser dados em proporções balanceadas e equilibradas – coisa que sozinho vai ser difícil você conseguir fazer.

COMIDA CASEIRA

O principal benefício desta dieta é basicamente saber o que o seu animal está comendo, e ter o controle total sobre isso. Você saberá que o alimento foi preparado em um ambiente limpo e seguro. É preciso se preparar para cozinhar para o seu cão, mas uma vez que você se organiza, fica mais fácil. Esta alimentação costuma se basear em carnes ( frango, peru,peixe, cordeiro) , alguns grãos, legumes e vegetais, sempre sem tempero.  Algumas incluem ossos carnudos crus  para a limpeza dos dentes e alguns suplementos ( cálcio, iogurte natural, óleos diversos).

Muitos cães com problemas de pele e alergias melhoraram após adesão a este  tipo de dieta. Assim como a dieta crua, é imprescindível que este tipo de alimentação tenha orientação de um veterinário, para que não ocorram deficiências nutricionais no animal. Muitos alimentos de consumo humano são tóxicos aos animais, o que faz ainda mais importante a pesquisa e a orientação de um profissional qualificado antes de trocar a dieta.

Texto adaptado por  O Pequeno Grande Cão, com informações daqui.

3 Respostas to “Conheça as opções de dieta para seu yorkie”

  1. Tula Verusca 02/10/2010 às 7:47 am #

    Sem dizer que alimentação natural promove a saúdeeeeee!!!!

  2. ainho 02/10/2010 às 11:35 pm #

    a melzinha recebeu de uma veterinaria receitinhas de comidas caseiras e hj mesmo a gente cozinhou bastante pra ela! ela esta adorando e estamos fazendo tudo certinho, pesando a quantidade certa, sem óleo nem temperos! ela papa tudinho, nao deixa sobrar nada! e apos a refeição a gente escova os dentinhos dela… ainda é um pouco dificil mas ela esta melhorando, aos poucos ela vai se acostumando! esta parando de vomitar e o estomago dela agradece! chega dessas porcarias de ração!!! só tem lixo nisso!

  3. ainho 02/10/2010 às 11:36 pm #

    e que yokinho mais lindo esse abraçando at igelinha heim!!! hehehehe🙂

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: