3 coisas que não se deve fazer ao dar um cão ao seu filho

20 out

Já que estamos no mês das crianças, vamos falar sobre 3 erros comuns de pais que acabam levando para casa um filhote e descobrem que arrumaram problema !

*Entrevista com Victoria Stiwell, traduzido pelo Pequeno Grande Cão. Fonte: babble / original disponível aqui.

1- Comprar um cão quando seu filho quer… mas você não.

“Eu sempre digo aos pais para nunca, jamais ter um cão porque seu filho quer, mas você não. Passada a fase de euforia, você estará com uma criança que provavelmente não liga para o animal , o que significa que você será responsável pelo trabalho pesado. Você ficará bravo e ressentido. Deixe-me reforçar: apenas compre um cão se você realmente estiver interessado nele.”

2- Escolher a raça errada

“Se você tem crianças pequenas, comprar um cão pequeno como um maltês ou um bichon pode gerar problemas. Você terá que ficar supervisionando suas crianças para que elas não apertem, abracem  ou o tratem como um brinquedo.  Seu filho pode levar uma mordida, e o cão pode acabar em um abrigo. Espere até seu filho ter cinco anos de idade, quando eles têm um pouco mais de auto controle, e compreendem que o cão não é um brinquedo de abraçar, mas um animal que respira e vive. Eles não podem abraçar e beijar quando bem entenderem. Eu nunca gosto de dizer que existe uma raça específica de cão que é boa para crianças, porque existem variações em todas as raças. Você pode ter um Rotweiller que é fantástico com crianças, e um Maltês que é terrível. Tudo depende das características e personalidade do cão.”

3- Não pesquisar as características do cão antes.

“Com frequência, pais não aprendem o suficiente sobre o cão que estão escolhendo, ou sobre mau comportamento do animal, o que pode colocar seus filhos em risco. Por exemplo, se você tem crianças pequenas, você nunca deve deixá-las em um ambiente sozinhas com o cão. Nunca, jamais. Os pais acabam permitindo esta situação, que pode ter consequências  desastrosas. Até que seu filho tenha sete, oito anos de idade, e possa entender o comportamento do cão,ficar sozinho com ele  é um grande não. Além disso, não compre o seu cão em pet shops. Não compre, não compre, não compre. Cerca de 99% dos cães vendidos nestes locais vêm de fábricas de filhotes, onde animais são mantidos em péssimas condições e não são criados com saúde. Você acaba com um cão doente, com problemas de temperamento, além de perpetuar este tipo de abuso. Contate um abrigo local, e se não encontrar o cão que procura, contate um criador.Você poderá ver o cão interagindo com a mãe, e poderá fazer um teste em casa com o filhote, com a opção de  devolvê-lo caso não dê certo. Mas eu definitivamente recomendaria uma passada em um abrigo, pois existem tantos cães fantásticos que necessitam de bons lares”.

5 Respostas to “3 coisas que não se deve fazer ao dar um cão ao seu filho”

  1. Camilli Chamone 20/10/2010 às 8:15 am #

    Sabe… na verdade, acredito que os pais nunca devem colocar os cães na situação de “presente” ou “recompensa” para os filhos.
    Intrinsicamente, transmite-se o ensinamento que cães são produtos, como a bola vendida lá não-sei-onde.

    Me lembro, quando eu era criança – e isso faz muitooooo tempo, rs -, eu era doida pra ter um cachorro! Então, meu pai comprou um livro sobre raças caninas para estudarmos qual seria a mais adequada para a nossa casa.
    Estudamos juntos, pesamos prós e contras, e acabamos comprando uma cocker, que era ADORÁVEL.

    Ela tinha a energia para brincar sem parar com as 3 crianças da casa (eu e meus 2 irmãos), nos acompanhava em qualquer empreitada out-door e era adoráveeeeel!

    É um exemplo que nunca esquecerei em minha vida e, certamente, pauta minhas atitudes até hoje.

    Beijos!

    • Bianca 20/10/2010 às 8:21 am #

      Puxa, você teve sorte…. Sabe, a minha mãe fez o inverso…Eu sempre fui doida para ter um cachorro, a vida inteira. Mas ela não gostava e não queria, então nunca deixou. Eu jurava-que-ia-cuidar-do-cachorro , mas do alto dos meus 6 anos, ela não acreditou eu acho… hehehe
      E ela estava certa também né?

      • Camilli Chamone 21/10/2010 às 7:44 am #

        Ô Bi, com 6 aninhos… acho que ela estava certa mesmo! hehehe
        No fundo, no fundo, as mães sempre tem razão…
        😉

  2. Mariane 20/10/2010 às 12:09 pm #

    Adorei o post! Realmente concordo com essas 3 coisas!
    Beeeijos querida!

    http://dicasparatodas.blogspot.com/

    • Bianca 02/11/2010 às 5:09 pm #

      Oi Mariane!! que bom que gostou 😉
      desculpe só aprovar seu comentario agora, ele estava na cx de spam :/
      beijo !!

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: