A ignorância é azul

27 out

Oi gente,

Hoje o post tá meio “pesado” , mas esse é o tipo de coisa que não tem como ignorar. É a segunda mancada FEIA que o jornal de maior circulação de minha cidade apronta este ano( com relação aos animais) , e o mais impressionante é que foram textos redigidos por jornalistas diferentes( ignorância generalizada?). Sinto uma enorme tristeza quando penso que o mesmo espaço poderia ser utilizado para informar, educar e conscientizar as pessoas, trazendo um pouquinho mais de HUMANIDADE, que tanto nos tem feito falta ( e mais ainda, aos animais). É incrível como algumas pessoas desperdiçam uma ótima oportunidade de fazer o bem, falando besteira. Leiam e tirem suas conclusões !

 ______________________________________________________________________________________________

TUDO AZUL?

Eu ainda não descobri se a  Folha de Londrina não se importa com os animais  ou simplesmente  não sabe do que está falando. Em recente publicação do caderno Cidades, dia 26 de Outubro de 2010, um cão sem raça definida, de olhar triste, pintado de azul é o foco da legenda intitulada “Tudo azul”:

 Consegui imaginar algumas situações para a imagem, mas infelizmente passam bem longe da inocente cena romantizada pela autora do texto:

1-       Existe um tratamento contra pulgas e carrapatos que consiste em passar anil no animal, e imagino que possa deixar a pelagem do cão com a coloração azulada. É um recurso que alguém de boa intenção pode ter utilizado para poupar o animal -provavelmente abandonado-  de ainda mais dor e sofrimento. Me informaram que este não é ó único cão azul que apareceu na Universidade de Londrina, então esperamos que seja este o motivo.  Em tempo: a Universidade tem servido há muito tempo como depósito de cães que lá são abandonados à própria sorte, por seus ex-familiares, dentre eles estudantes que terminam o curso e deixam a cidade – e seu cão para trás.

2-      Se  este cão realmente é o “mascote da turma”, falta à “ turma”  noções de guarda responsável. Uma jovem inglesa , Natascha Gregory, recentemente tingiu seu gato de rosa, causando comoção na Inglaterra, tendo inclusive que entregar seu gato para uma entidade de proteção animal daquele país. A tinta pode provocar alergias, causando até mesmo a morte do animal.

 Agoram reflitam comigo…. Há pouco tempo atrás na Croácia, uma adolescente   atirou em uma correnteza diversos filhotes de cães. Todos pudemos assistir,  aterrorizados,  às imagens no youtube. O  mundo ficou chocado com a frieza e a crueldade da garota, que ria e atirava os filhotes recém-nascidos no rio, um a um, enquanto outra pessoa gravava as imagens. A garota foi identificada, e mesmo com o flagrante do assassinato de seis filhotinhos, não sofreu nenhuma penalidade, afinal, se tratava de“ apenas uma adolescente”. Seria então mais um ato de “pura juventude” ? Existem diversos estudos  concluindo que lares com histórico de abuso infantil e violência contra mulheres presenciam antes crueldade contra  animais. Onde não há respeito por um, não há nenhum respeito.

Se este  cão da foto realmente foi pintado em um momento de  “ diversão  da  pura juventude” , a legenda da foto se torna perigosa quando afirma que um ato completamente irresponsável como este  faz parte da juventude do ser humano. Qualquer ato praticado a  um ser vivo que lhe cause dor, desconforto , humilhação  ou o coloque em  risco de vida – com o único propósito de entretenimento e diversão humana-  é egoísta, desumano e deve ser considerado crime de maus tratos.

A  Universidade , muito mais do que oferecer “liberdade para beber todas e namorar bastante” é um local de questionamento, responsável por formar seres humanos íntegros capazes de mais do que olhar ,  de enxergar  o próximo .   Não faz parte da juventude ( nem da infância ou maturidade)  tratar um animal – humano ou não humano-  como um objeto de diversão.   Qualquer pessoa de bom senso – inclusive crianças- sabe que é inaceitável desrespeitar um ser vivo desta forma. Ver um jornal  endossar esta péssima atitude ( que pode levar ou incentivar a fazer outras ainda piores), é no mínimo, vergonhoso. Se não se importam com os animais, respeitem ao menos a inteligência de seus leitores.

Bianca Pozzi – Pequeno Grande Cão

10 Respostas to “A ignorância é azul”

  1. Camilli Chamone 27/10/2010 às 8:13 am #

    Bianca,

    compartilho cada letra da sua perplexidade.
    Eu comecei a ler este texto tomando meu café-da-manhã, que, agora, não consegue mais descer pela garganta.
    Para onde está indo a humanidade das pessoas????

    Tem como você disponibilizar o contato do jornal da sua cidade? Vou escrever para eles.

    As más atitudes além de não serem punidas, também são publicadas pela mídia de maneira impune. Não podemos nos calar.

    Beijos!

  2. Camilli Chamone 27/10/2010 às 8:16 am #

    Acabei de encontrar os contatos: http://www.bonde.com.br/folhadelondrina/?oper=expediente

    Vou escrever com cópia pata TODOS.

    • Bianca 27/10/2010 às 8:35 am #

      Valeu , Camilli !!! Apesar de saber que a ” postura” deste jornal é fazer-de-conta-que-não-é-comigo e nunca se retratar, não tem COMO ficar calado diante de tanta bobagem. Também já escrevi a eles dizendo o que penso. Como eu disse, nunca vou entender profissionais que poderiam usar um espaço de um veículo de comunicação para alertar e conscientizar, jogar esta maravilhosa oportunidade no lixo, vangloriando atitudes como esta. Nunca vou entender.

  3. Álvaro 27/10/2010 às 9:05 am #

    É… Eu fico sem palavras ao ler essas ‘poesias” de porta de banheiro de rodoviária que esses “jornalistas” da Folha de Londrina escrevem. Textos poéticos dignos de porta de banheiro masculino mesmo… Só Mer.. Faculdade é lugar de estudo, de formar pessoas para o mercado de trabalho, não de beber todas e chegar doidao na aula pra namorar! E tenta reclamar, manda um e-mail la no jornal pra vc ver o que acontece! Eu sei: NADA!! Eles te ignoram por completo.

  4. ckonig 27/10/2010 às 10:33 am #

    Olá Bianca! Hoje mesmo eu ouvia na rádio CBN um questionamento sobre os trotes nas univerdidades. Comentavam uma brincadeira feita por jovens estudantes da UNESP chamada “Rodeio das Gordas” na qual vence aquele que conseguir segurar por mais tempo as colegas acima do peso. Tal fato ocorreu agora em outubro, bem longe da época do trote, ou seja, uma “brincadeira” sem nenhum tipo de justificativa (não quero dizer que o trote tenha alguma justificativa).
    A questão toda é muito mais complexa do que podemos imaginar. Aborda fatos históricos da humanidade, falta de educação moral nas escolas, impunidade social e indiferença. Uma sociedade que não tem valores sociais, não se importa com seus semelhantes e se julga no direito de manipular qualquer coisa, vai se importar com os animais? Quantas pessoas tem um cachorro dentro de casa, mas não se dá ao trabalho de ler uma linha sequer sobre a melhor maneira de tratá-lo? Conheço um andarilho aqui da rua onde trabalho que cuida melhor do seu cão do que muita gente.
    Eu só estou colocando alguns fatos para engrossar o caldo dessa discussão a seu favor, a favor de todos nós que não apenas damos valor ao peludo que nos é fiel e a todos os outros que estão por aí, mas também à vida e à importância das relações humanas serem levadas a sério. A vida não é uma brincadeira de juventude. Essas pessoas que comentem atos desse tipo, que matam jovens num trote, que riem, são as mesmas que vão entrar no mercado de trabalho daqui alguns anos e, Deus me livre, podem vir a ser veterinários, médicos ou políticos.

    • Bianca 27/10/2010 às 11:14 am #

      ” A vida não é brincadeira de juventude” , muito menos a dos outros né?

      Obrigada por compartilhar sua opinião😉

  5. Fran 27/10/2010 às 11:11 am #

    gente, q absurdo, nossa fico até sem palavras, é ridículo tanta falta de informção e bom senso …

  6. Raissa 27/10/2010 às 6:59 pm #

    É no mínimo lamentável que pessoas ainda utilizem a juventude como desculpa pra atos tão irresponsáveis. O pior é ver isso estampado em um jornal de uma grande cidade. Como já disseram aqui, esse comportamento envolve muitas outras coisas, mas o desrespeito aos animais ainda não é visto como algo sério.

  7. Beatriz 27/10/2010 às 10:38 pm #

    Este vídeo dos filhotes foi uma das piores coisas que eu já vi, não passei dos primeiros 5 segundos e desliguei. A punição deveria ser severa, e no entanto o que se tem é omissão e conivência.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: