Tudo de Cão: Meu filhote de yorkie é agressivo?

11 nov
  

 

Olá!

Ganhei uma linda filhotinha yorkie, ela é uma gracinha porém há um pequeno probleminha:ela é muito agressiva!
Eu gostaria de saber se agressividade em filhotes de apenas três meses é normal ou isso seria um desvio de comportamento por causa de cruzamentos fora do padrão da raça. Tento corrigir sem aplicar nenhum tipo de violência, ela é muito agressiva tanto na hora de brincar (mordendo de forma agressiva , o que machuca as minhas mãos) quanto na hora que tento pegá-la para que ela não faça algo errado. Gostaria de saber também como devo proceder nesses momentos de agressividade.
Obrigada!!

Caroline

  

Olá Caroline.
Parabéns pela sua filhotinha!  Este problema que você está enfrentando é, sem dúvidas, um dos mais comuns entre donos de filhotes.Estas mordidas são normais e precisam de tempo para “sumirem” mas precisam ser trabalhadas para não se agravarem.As principais funções das brincadeiras entre os filhotes de uma mesma ninhada é aprender a se comunicar, ganharem coordenação, equilíbrio, controlar  sua força e aprender  a utilizar as mordidas e os dentes.

Aqui no Brasil, infelizmente, temos o hábito de entregar os filhotes com 45 dias. Nós da Tudo de Cão recomendamos  fortemente que os filhotes convivam com a mãe e os irmãos até, no mínimo, 60 dias. Quando isso ocorre, verificamos que os filhotes tendem a morder muito menos. Isto porque durante esses 15 dias a mais, eles aprendem a controlar a intensidade da mordida.

E quando já temos um cãozinho que está mordendo? O que devemos fazer?

Se observarmos como eles brincam e aprendem na ninhada, vamos perceber que quando um cãozinho se excede, o “agredido” chora/grita e se afasta, mostrando que não quer mais brincar dessa maneira e o “agressor” percebe que não é uma forma saudável de brincar. E que se ele continuar fazendo isso, ele ficará sozinho.Da mesma maneira ensinamos aos nossos cães que esta forma de brincar não é agradável. Ao sermos mordidos por um filhote, o afastaremos ou colocaremos em um cercadinho que ele não consiga se aproximar e morder novamente. Quando ele estiver calmo e tranquilo, pegaremos novamente e continuaremos a nossa brincadeira. Repetiremos quantas vezes forem necessárias.

É muito importante entender que este é um comportamento típico da idade e que precisa de tempo para resolver. Portanto, serão necessárias muitas repetições e o comportamento só será resolvido, definitivamente, quando ele entender que esta não é uma forma saudável de interagir.
 

Outros exercícios que podem ser feitos simultaneamente:

1) Manusear o cão diariamente. Olhar as orelhas, ouvidos, patas, barriga, rabo, dentes e boca. Fazendo essa “manipulação” do cão de forma gentil, ele não só aprenderá a ser manuseado como também gostará de que isso aconteça. Certamente evitará possíveis estresses e mordidas em uma consulta veterinária ou quando precisar aplicar algum remédio.
2) Deixar muitos brinquedos/ossinhos disponíveis para mastigar. Leia nosso artigo de Morder e Destruir Objetos. Lembre-se que os cães precisam morder e destruir objetos por toda a vida. Quando filhote essa necessidade é ainda mais intensa.

Definitivamente não recomendamos qualquer tipo de grito, susto ou bronca que, na maioria das vezes, temos um resultado momentâneo rápido e ficamos felizes com a resposta do cão mas que prejudicam a relação que o dono terá com o cão para o resto da vida.

____________________________________________________________________________________

Leonardo Ogata é Competidor Agility Grau III e ex-Instrutor de Agility e Obediência na Escola Dog World II. Ministra cursos e palestras sobre Clicker, Agility e Comportamento Animal e integra a equipe da Tudo de Cão, que responderá as dúvidas do leitor às quintas-feiras. Deixe sua pergunta nos comentários ou envie um e-mail para pequenograndecao@hotmail.com

5 Respostas to “Tudo de Cão: Meu filhote de yorkie é agressivo?”

  1. Danila 11/11/2010 às 9:09 am #

    Olá, apesar de não ser especialista em comportamento canino, acredito que 3 meses já é hora de corrigir. Não precisa bater e ser agressivo, apenas falar firme e um NAO bem forte. Cometi esse erro de deixar minha cachorra com as “mordidinhas” até o 4º mês, hoje ela tem 1 ano e 6 meses e tem adestrador desde o 6º mês de idade e ela ainda me morde… o pior é que ela é uma São Bernardo e já está pesando em torno de 70kg. Mas felizmente não chega a ser comportamento agressivo, é mais uma forma de demonstrar dominância. Espero ter ajudado.
    Danila

  2. Gigi e Lola 11/11/2010 às 9:42 am #

    Eu não passei isso com a Lola, peguei a Lola ela já estava com 4 meses, e nunca se quer tentou me dar uma mordidinha…
    Roia os rodapés, mas com o tempo e o ensinamento aprendeu que aquilo não era necessário!
    Com o tempo os filhotes vão aprendendo…

    Beijos

    Gigi

  3. dani 11/11/2010 às 11:42 am #

    Quando o Beetle chegou em casa já tinha quase quatro meses, mas mesmo assim ainda brincava de morder. A senhora que me vendeu disse duas coisas: sempre deixe brinquedinhos disponíveis(ossinhos e pelúcias) e se ele morder, de um toque de leve no fucinho e diga “não pode” com voz firme. Resolveu. Ele ainda brinca de morder, mas acredito que aprendeu a controlar a intensidade da mordida.

  4. Caroline 15/11/2010 às 10:30 pm #

    Obrigado pela resposta!!
    A kitty é realmente mt sapeca e brinca de morder o tempo todo, vou aplicar as dicas! Percebi tb q ela é mt agressiva rosnando e mordendo quando tentamos segura-la.

  5. Sara Favinha 19/12/2010 às 3:25 pm #

    Caroline,

    Se isso acontece, procure fazer duas coisas:

    1) Associar positivamente o colo com algo agradável. Você pode pegá-la gentilmente e oferecer petiscos, repetindo algumas vezes ao dia em sessões de 2 ou 3 minutinhos. Funciona assim: pega no colo, dá um petisco e coloca no chão. Desse jeito mesmo, sem demorar muito em nenhuma etapa.

    2) Depois que ela já estiver mais relaxada e aceitando bem (alguns cães começam até a pedir o colo) você começa a mostrar que ela precisa ficar um tempo no seu colo, então se ela fica quieta 30 segundos você dá um petisco. Se ela fica mais 30 segundos ganha outro e assim sucessivamente.

    Observação: Você pode usar a própria alimentação dela para isso, então nos horários da comida você faz os exercícios e recompensa com a própria refeição.

    3) Só depois desses passos é que recomendamos que voce a pegue no colo e só coloque no chão de volta quando ela estiver calma, sem utilizar comida para recompensar. Enquanto ela estiver agitada ou tentando pular, você continua segurando-a gentilmente e sem brigar.

    Boa sorte!

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: