Castração em fêmeas: sim ou não?

12 fev

Nas fêmeas, a castração é uma cirurgia feita com anestesia geral e consiste na retirada do útero, trompas e ovários. Apesar de ser considerada pelos veterinários um procedimento simples -em torno de uma semana o animal está recuperado –  não deixa de ser uma cirurgia, e não pode ser banalizada. As informações abaixo foram extraídas de diversos artigos sobre o tema. Nem todos os veterinários são unânimes a respeito de algumas informações, portanto, leia, estude, se informe a respeito, e sempre consulte seu veterinário de confiança antes de tomar uma decisão.

Castrar a fêmea é interessante porque….

Reduz o risco da cadela ter tumor de mama, que é o segundo tipo de tumor mais frequente em cadelas. Se castrada antes do primeiro cio, o risco de surgirem tumores mamários é de 0,5%. Fonte Após o segundo cio, as chances de a cadela castrada desenvolver câncer são as mesmas de uma cadela não castrada. A castração também elimina as chances de câncer no útero e ovários, pois estes são removidos na cirurgia.

Evita episódios de gravidez psicológica e suas conseqüências, como aumento das mamas, infecção, produção de leite e irritabilidade.

É mais econômico. Se por um lado existe o custo da operação, remédios e etc; por outro, em caso de a cadela ter cria, os custos serão ainda maiores com alimentação,vacinas e eventuais complicações do parto.Cirurgias e medicamentos para doenças que ocorrem em animais não castrados, como piometra, também podem custar caro.

Evita ninhadas indesejadas. Em casas e chácaras, por mais cuidados que se tenha, se a fêmea não for castrada, sempre haverá a possibilidade de ela (ou um cão da rua) “pular a cerca”. Uma ninhada não planejada vai gerar custos; pode colocar a cadela em risco de vida durante a gestação e o parto;e ainda haverá a dificuldade em se encontrar bons lares para os filhotes. Não há lares suficientes para os animais que já existem, e trazendo mais animais ao mundo, o problema vai piorar. Parece que ter uma só ninhada não terá grande efeito mas uma cadela que tenha uma só ninhada de quatro filhotes e cada filhote produzir mais quatro filhotes no futuro, em 7 anos terão nascidos 4.000 descendentes. A maioria deles não vai encontrar um bom lar.

Evita que seu animal seja explorado em caso de roubo. Um animal de raça pode ser roubado para servir como matriz reprodutora em uma fábrica de filhotes ou canil de fundo de quintal. Qualquer cão de raça pode ser roubado, mas uma fêmea não castrada pode passar a vida tendo cria após cria, gerando dinheiro para cachorreiros inescrupulosos.  

Evita a perpetuação de doenças geneticamente transmissíveis. Um pedigree – mesmo com a presença de campeões- não indica qualidade. Alguns excelentes representantes de uma raça podem não gerar filhotes de boa qualidade. Determinados cães possuem características indesejáveis que passam para seus descendentes, não sendo aconselhável seu cruzamento.  

Mais higiene em casa, ao acabar com o cio das cadelas que ocorre duas vezes ao ano.

Porém, considere estes fatos…

– A castração da fêmea adulta pode aumentar a tendência a engordar, o que vai exigir cuidados com a dieta e exercícios.

– Há informações controversas a respeito de problemas urinários decorrentes da castração. De acordo com este artigo, a incontinência urinária em cadelas “pode ocorrer de semanas a anos após a cirurgia de castração, assim como em cadelas inteiras. Vários problemas anatômicos e fisiológicos estão associados ao problema e não se tem ainda uma causa definida”. De acordo com este outro artigo, o quadro de incontinência urinária é mais comum em cadelas castradas precocemente.

Procure um veterinário de confiança. Se realizada com pressa, a cirurgia de castração pode resultar em danos renais. Se realizada com anestésicos de segurança questionável, pode lesionar o fígado. Fonte.

Ainda de acordo com este artigo do site Cachorro Verde, a castração aumenta os riscos de hipotireoidismo;de câncer cardíaco e é pouco eficiente para tornar uma cadela mais calma ou mais mansa. A autora afirma ainda que novos dados da literatura científica estão indicando que a castração seja feita preferencialmente após o primeiro cio da cadela, ou até os 2,5 anos de idade;medida que visa minimizar os impactos negativos da falta de hormônios sexuais na aparência física e na saúde geral do animal.

– No artigo de Carol Gravestock, traduzido pela Camilli , levanta-se a questão:  quanto mais estudamos, mais vemos que com a castração podemos prevenir um tipo de doença e aumentar a probabilidade de outras! “Chegamos à conclusão que não há um caminho simples e fácil. Mesmo os veterinários e pesquisadores não conseguem chegar a um acordo sobre o que é mais benéfico para a saúde.Todos nós, no entanto, concordamos com um fato – animais castrados não reproduzem. Como criadora, meu raciocício é simples: saber que meus cães estão castrados é uma coisa a menos para que eu me preocupe, em uma longa lista de coisas preocupantes – eu sei que eles não estão lá fora, enchendo o mundo de filhotes”.

 ALGUNS PENSAMENTOS COMUNS

Castrar é melhor após a cadela dar pelo menos uma cria.

Quem pode ficar frustrado por não ter filhos são os humanos, cães não têm este sentimento. Além disso, a maternidade não é nenhuma garantia de uma vida mais saudável para o animal.

Vou interferir na natureza do meu animal.

Os animais apenas seguem seus instintos. De acordo com este artigo publicado no Mãe de Cachorro, “a fêmea só aceita ser montada quando está no cio, ou seja, quando seu corpo apresenta uma exigência hormonal. Fora deste período, rejeita o macho de forma agressiva, evidenciando que para ela não existe uma situação de prazer relacionada com o sexo, e sim uma situação de necessidade hormonal. Do mesmo modo, o macho só procura uma fêmea quando recebe a informação química de uma fêmea no cio.”

Que direito tenho eu de privar meu animal do sexo e da maternidade?

Considerando o crescente problema da superpopulação de animais de rua em todo o mundo, o mesmo artigo do Mãe de Cachorro diz , “Ante o direito natural da fêmea reproduzir está o direito da ninhada inteira de não ser atirada no rio com três dias de vida dentro de um saco plástico, por exemplo, ou de não ser triturada dentro de um caminhão de lixo.” Infelizmente isto acontece com mais frequencia do que se imagina.Talvez não com os filhotes da sua cadela, mas quem garante o futuro dos filhotes dos filhotes? Você é responsável por todos os descendentes de seu animal.

 Amo tanto meu cão, quero um filhote igual a ele.

Ter um filhote do seu cão não significa que ele será exatamente como ele. A ninhada pode puxar o pai, a mãe, o avô materno, a avó materna, o avô paterno, a avó paterna…

Quero que meus filhos vivenciem o nascimento, o milagre da vida.

Um parto não é um show de entretenimento. Geralmente acontece a noite, a cadela precisa de tranqüilidade – podendo inclusive ficar agressiva- e não permite que muitas pessoas se aproximem. Podem haver complicações. Leia mais sobre o milagre da vida aqui.

CONCLUSÃO

A melhor conclusão que encontrei está no pensamento de Carol Gravestock, traduzido pela Camilli aqui, que diz: “Ponderar os pós e contras do que é certo para nossos cães nunca foi fácil, não importa quanta retórica é utilizada a nossa volta (…) Não há uma resposta simples para a pergunta “qual é a melhor coisa a fazer?”. No final, temos que fazer o que nos faz sentir que fizemos o melhor para nossos cães individualmente, suas novas famílias e nossa integridade” .

 

Artigos pesquisados

Dra Neísa Teixeira Lourenço

Arca Brasil

Dogtimes

Cachorro verde

Cão natural

Mãe de Cachorro Também é Mãe

Dra Silvia Parisi

Devo cruzar meu cão

23 Respostas to “Castração em fêmeas: sim ou não?”

  1. Cassia 12/02/2011 às 9:14 pm #

    Excelente texto, Bianca! Bastante completo e elucidativo! Eu vou castrar a Winie em breve, e estou convicta de que será o melhor a fazer! Parabéns! Beijos!

    • Bianca 12/02/2011 às 11:12 pm #

      Oi Cassia ! Que bom que gostou. Eu tive certa dificuldade em escrever, pois encontrei muitas informações divergentes, mesmo pesquisando em sites confiáveis. Isso só mostra o quanto este tema ainda precisa ser debatido e pesquisado né? Nós pais e mães de cachorro tb precisamos estar por dentro,afinal temos que saber formular as perguntas para nossos veterinários ! rs
      Depois conta sobre a experiência com a Winnie! Beijo!

  2. Ana Corina 12/02/2011 às 9:50 pm #

    MEGA HIPER ULTRA MAXI parabéns pelo SUPER post, Bi!

    Está maravilhoso e dá uma noção bem clara para os leitores do quanto a gente estuda antes de postar. São poucos os posts “fáceis”, né? A maioria exige de nós bastante estudo, leitura e pesquisa. Bem, ao menos é assim que um blogueiro ético e responsável trabalha e é um prazer ter várias amigas nesse time.

    Beijo IMENSO e estou esperando você e o Álvaro em Floripa, amada! A Pri Magalhães do Amo Cachorros vem em março, não dá para vocês virem também?

    • Bianca 12/02/2011 às 11:11 pm #

      Oie Ana! Obrigada pelo elogio =D
      Realmente, pra escrever um post a gente precisa pesquisar, mas isso é tão bom porque a gente aprende né?
      Hmmm março? quem sabe … nos falamos ! beijooo !

  3. Camilli Chamone 13/02/2011 às 7:29 am #

    Super texto, Bi! Parabéns!
    Esse deu trabalho pra escrever, né?
    Na minha opinião, a PIOMETRA em fêmeas é um enorme motivo que justifica a castração. Já passei por isso e é aterrorizante.

    Beijos!

    • Bianca 13/02/2011 às 10:35 am #

      Camilli, provavelmente será por esse mesmo motivo que irei castrar a Mel… uma vez peguei uma cadelinha da rua, e pedi para o vet castrar antes de doá-la… quando ele foi castra-la, viu que o utero estava horrivel, infeccionado… ela nao apresentava nenhum sintoma, e acho que se não tivéssemos castrado ela a tempo, poderia ter ficado bem feio né…:/

      • Alice SC 01/05/2012 às 9:47 am #

        OI,MEU NOME É ALICE E QUERIA MUITOOO SABER ONDE COMPROU A SUA LINDA CACHORRINHA MEL!!!!

  4. Aline K. 15/02/2011 às 8:58 am #

    Oi Bianca!

    Achei ótimo o texto!
    Eu castrei a Lisa faz um mês… Ela tá com 8 meses e meio!

    Não senti nada diferente nela..
    Continua uma espoleta!

    E foi minha veterinária de super confiança que me influenciou!
    Ela tratou de minha falecida poodle por 13 anos!
    E agora da minha york…
    Super confio nela e sei que foi o melhor a fazer!

    Os pais da Lisa são pequenos comparados a raça.
    E a Lisa pesa 1,5kg e tem 16cm de altura…
    Parou de crescer já…

    Fiquei com muito medo de não castrar justamente pelo fato dela ser pequena…

    Breve mando foto dela pra vocês…

    adoro o blog!!

    beijocas!

    • Bianca 15/02/2011 às 9:51 am #

      Que legal Aline… fico mais tranquila em saber disso, pois breve devo castrar a Mel, e ela pesa um pouco mais que a sua Lisa, 1,6 kg…
      manda foto dela sim, queremos vê-la ! beijo!!

  5. Georgia 17/02/2011 às 12:44 pm #

    Prezada Bianca,Adorei seu blog
    Não sei se a castração é boa,sei que tive uma cadelinha cocker spaniel, que mandei fazer a castração e esta cirurgia deixou seqüelas, quatro anos após,perdi o amor de minha vida com problema renal.Até hoje sofro muito sua ausência.Bianca por favor no dia 31/01 comentou sobre o abandono de um cãozinho,qual a situação dele, Não consigo imaginar um animalzinho com fome e sede,fico aflita querendo ajudar.Me dê noticias por favor,espero que ele consiga uma pessoa maravilhosa para cuidar dele.
    Beijinhos,fica com Deus,
    Georgia.

    • Bianca 17/02/2011 às 9:55 pm #

      Oi Georgia! Tudo bem?
      Que bom que está gostando do blog, fico muito feliz😀
      Quais sequelas sua cadelinha teve após a cirurgia de castração?
      Sobre o cachorrinho, como eu falei no post, ele tem dono. Se é o melhor dono para ele? Com certeza não… mas os donos vieram buscá-lo em minha casa logo que voltaram de viagem. Eu passei todos os exames e orientações do veterinário a eles, e entreguei o pequenino.Eles tem filhos pequenos, e os filhos queriam muito ver o cachorro. Infelizmente é isso que deve ser feito, né? Agora é rezar para que esses “donos” façam a coisa certa.
      Beijos querida!

      • Georgia 18/02/2011 às 4:56 pm #

        Castração tem seu lado bom e ruim também,após 1 ano +/-,
        ficou se urinando sem perceber,fui ao veterinário onde ele informou que seria uma sequela da cirurgia e ao longo tempo lhe proporcionou um problema renal irreversível que a levou a morte.Não pretendo fazer mais nunca essa cirurgia.Estou sofrendo muito e para aliviar a depressão,resolvi comprar minha filhota, uma york lindíssima.Estou aguardando sua chegada que sera para quinzena de Março.
        Beijinhos,

  6. Ludmilla 28/02/2011 às 10:25 pm #

    Ola Bianca,
    eu tenho uma filhinha de 9 meses, o nome dela e Annie e nos moramos nos EUA.
    Aqui eles tomam uma vacina acada 3 semanas ate completar as primeiras doses. Quando ela fez 6 meses, eu queria por um microchip nela, e quando marquei eles automaticamente marcarao a castracao. E como eu nunca tive um cachorro, moro com meu pai e a esposa dele, eles trabalham o dia todo e eu so estudo 3 vezes por semana, entao a Annie e minha companhia. Fiquei com muito medo de opera-la, ate hoje estou em duvida, mas amei o seu post me ajudou muito! Parabens pelo blog
    beijos

    • Bianca 01/03/2011 às 11:28 pm #

      Oi Ludmilla tudo bem?
      que bom que gostou do blog, fico muito feliz ! tenho certeza que a Annie deve ser uma ótima companheira !
      se tiver alguma duvida escreve pra cá ok ! beijos !

  7. ZZZZZZZZZ 27/01/2012 às 8:49 pm #

    OI MEU nome e Cristiane sou de Valença Bahia. Queria saber se posso castrar minha cachorrinha com seis meses se nao vai haver risco pra ela. OU complicacoes mim responda porfavor. Beijos.

    • Bianca 28/01/2012 às 12:39 pm #

      Oi Christiane tudo bem?
      Como falamos no post, toda cirurgia envolve riscos… para mais informações procure um veterinário de confiança e tire todas as suas dúvidas antes de tomar uma decisão! Boa sorte !

  8. elisapontes14 21/02/2012 às 1:58 pm #

    Olá, eu vou ganhar um yorkshire e tenho que escolher se vou querer macho ou fêmea. Como moro em apartamento e li que os machos demarcam território na casa toda, devo escolher uma fêmea. O problema é que não sei como vou lidar com ela quando entrar no cio. Eu não quero que ela tenha filhotes, mas tenho medo de castrar. O que eu faço? Eu já tive uma fêmea de pastor belga que morreu de câncer de mama, porque ela nunca tinha cruzado. O que eu faço?

    • Bianca 22/02/2012 às 10:48 am #

      Oi Elisa tudo bem?
      Olha, os machinhos demarcam territótio na casa apenas se não forem treinados e não castrados. Fêmeas nao treinadas tambem irão fazer xixi pela casa toda, viu? Tudo depende da sua disposição para ensiná-los. Aqui falamos um pouquinho sobre fazer as necessidades no lugar certo: https://pequenograndecao.wordpress.com/2011/02/17/tudo-de-cao-meu-cao-desaprendeu-a-fazer-as-necessidades-no-lugar-certo/

      o Cio dos yorkies não costuma dar muito trabalho, mas pode sim ocorrer alterações de humor, maior agitação, fora que vc vai ter que deixar sua femea bem protegida para nao aparecer nenhum cachorro para cruzar com ela. Falei sobre castração aqui https://pequenograndecao.wordpress.com/2011/02/12/castracao-em-femeas-sim-ou-nao/ Eu tb tinha muito receio de castrar , mas acabei fazendo e nao me arrependo :
      https://pequenograndecao.wordpress.com/2012/02/07/dia-de-recuperacao-castracao-e-remocao-de-tartaro/
      Aliás, me arrependo de não ter feito antes, afinal se feita antes do primeiro cio reduz em 95% o risco de tumor de mama. A pessoa que falou para você que sua pastor morreu de cancer de mama porque nunca tinha cruzado está bastante desinformada ! Sua pastora era castrada?

      • Bianca 22/02/2012 às 10:50 am #

        Então, independente de ser macho ou femea, lembre-se que vc terá que dispender algum tempo ensinando-os a fazer as necessidades no lugar certo. E independente de ser macho ou femea, a castração será algo que voce devera pensar a respeito, pois são garantias de uma vida mais longa e saudável tanto para machos como para femeas ! Boa sorte !

      • Cláudia 12/05/2012 às 8:05 pm #

        Oiee! Td bem? Vc sabe me dizer se é mais provavel que nasce macho ou femea de? Adorei seu blog🙂. bjos. aguardo pela resposta entenciosamente. Me manda por Twitter a resposto. É @ClaudiaPasolini

  9. Veronica 16/04/2012 às 8:05 pm #

    Olá Bianca…
    Goste muiro do seu blog mais não poderia deixar de te contar a minha historia com a castração tenhu duas SRD e uma veio de uma asociação castrada uma outra que jogaram em meu quintal mandei castrar as duas estão otimas mais ganhei um filhote de maltes e levei pra castrar ele tinha 7 meses e morreu de choque anafilatico então agora estou com um trauma de castração num quero perder mais nenhum anjo . rsrsrsrss

  10. Fabianna Castex 10/05/2012 às 2:33 pm #

    Oii!!! Boa Tarde.
    Meu nome é Fabianna
    Tenho uma Pitbull de 8 meses, ela é super carinhosa, obediente mais tb tenho 3 pastores Canadenses e elas estão entrando no cio e a minha pitbull esta ocilando de temperamento então pensei em castra-la, gostaria d saber se é verdade que castração nesses casos melhora a agrecividade.

  11. jaqueline 08/06/2012 às 3:22 pm #

    achei muito bom as dicas

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: